Eficácia em vídeo? Coloque a marca no início

Estudo diz que quase metade dos utilizadores salta os anúncios sem perceber qual a marca ou o produto.

As visualizações de publicidade de marcas em vídeo aumentaram quase 70% entre os primeiros trimestres de 2014 e 2015, passando de 2,480 milhões para 4,19 mil milhões de euros, de acordo com a Visible Measures. Mas mais do que os enormes números de visualizações, há um dado, de outro estudo, que vem dar pistas quanto à visibilidade das marcas. É que se os responsáveis de marca querem garantir que os utilizadores veem a marca à qual o anúncio se refere, então têm de colocar o logótipo no início dos spots.

A razão do estudo está no tempo que os utilizadores dedicam à visualização do vídeo. E foi essa questão que o estudo da Strata, realizado em abril deste ano colocou aos utilizadores americanos que costumam assistir a publicidade digital em vídeo. Ou seja, a quantidade de tempo que precisaram para reconhecer a marca ou produto que está a ser publicitado. E a resposta foi clara: a maioria (43%) afirmou que costuma clicar “saltar este anúncio” antes mesmo de perceberem qual o produto ou a marca da publicidade.

Segundo o estudo, os entrevistados são mais propensos a saltar os anúncios quando estão com pressa, querendo ver o vídeo, numa resposta dada por 39,4%..

No entanto, o estudo também percebeu que não é pela marca que se garantem visualizações. Segundo a Strata, os telespectadores de vídeo digital foram mais propensos a ver anúncios de vídeo, em vez de ignorá-los, se forem divertidos (51,8%) ou de entretenimento (45,1%). Vídeos segmentados (33,0%) ou anúncios educativos ou informativos (29,5%) tiveram um impacto menor, e os resultados mostram que as celebridades têm pouca influência, com apenas 16,6%.