Mobile: a nova forma de ler revistas

Tráfego mobile das revistas a crescer

Para quem ainda pensa que o mobile não é grande negócio há um novo estudo da Association of Magazine Media que permite uma leitura bem diferente da realidade. Segundo o estudo, 26% do total de leitores de revistas são-no através de smartphones e tablets, ou seja, mobile.

O relatório MPA’s monthly Magazine Media 360° analisa de forma detalhada o tráfego on-line das principais publicações em julho e comparou-o com o tráfego obtido em 2014. O relatório juntou dados de terceiros relativos a 141 títulos de media de 31 empresas.

Em julho, o tráfego mobile representou 26% da audiência composta das revistas – uma medida que combina os leitores da edição impressa, das assinaturas digitais, desktop, mobile e vídeo – o que significou um salto de 18% face a julho de 2014.

A mudança da estrutura da audiência fez-se à conta dos leitores através da edição impressa e assinaturas digitais, que caíram de 64 para 57% e dos leitores através de desktop que caíram de 16 para 15%.

 

Audiência 360 das revistas

 

Para alguns dos principais editores mundiais, o tráfego mobile foi responsável por uma parcela ainda mais considerável de leitores, caso da ESPN, com o tráfego mobile a ser composta por quase metade do total da audiência de 89,6 milhões de leitores. Já para a People, o tráfego através de smartphone e tablet representou cerca de um terço do seu total.

Aqui está o ranking das 10 melhores revistas com maior número de visitantes mensais mobile:

  1. ESPN: 42,9 milhões
  2. People: 28 milhões
  3. Allrecipes: 24,5 milhões
  4. Forbes: 21,6 milhões
  5. Time: 18,1 milhões
  6. Entertainment Weekly: 14,3 milhões
  7. Cosmopolitan: 13,7 milhões
  8. Bloomberg Businessweek: 11,2 milhões
  9. New York: 9,8 milhões
  10. Bon Appétit e Epicurious: 8,3 milhões