Publicidade programática em vídeo cresce

Publicidade

A publicidade programática já não é nada de novo para a indústria dos media, ainda assim, as expectativas quanto ao desempenho, diga-se bom desempenho, crescem de dia para dia. Acredita-se mesmo que nos próximos 5 anos os gastos com publicidade programática de vídeo atinja os 2 mil milhões de euros na Europa, principalmente graças ao investimento através dos medias tradicionais, na tentativa de monetizar as suas estratégias.

Números adiantados pela Spotx, que garante que as despesas vão aumentar dos actuais 375 milhões para os 2 mil milhões de euros em 2020, em dados baseados num estudo qualitativo realizado pela IHS.

O Reino Unido é o país que lidera a compra programática, ele que é responsável por um terço de todos os gastos na Europa, onde 23% da compra de publicidade programática em vídeo digital. Mas também na Holanda, onde 34% da despesa total em vídeo é programática, e França, com 19%, esta tendência está a crescer. Valores que fazem com que a Europa seja o maior mercado nesta modalidade, chegando a um valor estimado de 602 milhões de euros dentro de cinco anos.

“Esperamos que a Grã-Bretanha se aproxime dos números dos EUA, onde a publicidade em vídeo programática vai superar os 60% do mercado de vídeo em 2019”, afirmou Daniel Knapp, diretor de pesquisa em publicidade na IHS. “No Reino Unido as fortes iniciativas de alguns meios relativamente aos dados publicidade programática já são uma realidade e o maior crescimento ao longo dos próximos cinco anos deverá vir através dos meios”, revelou ainda aquele responsável.