Financial Times aposta no “branded content”

Financial Times aposta no Branded Content

O Financial Times anunciou um conjunto de mudanças nos seus formatos de “branded content”, com o objetivo de angariar um maior número de anunciantes oferecendo-lhes mais oportunidades de incluir os seus conteúdos publicitários na publicação.

Assim, o jornal destacou que oferecerá às marcas “posts pagos”, naquela que é uma nova unidade dedicada a este tipo de acordos com anunciantes chamada FT Squared.

Desta forma, as marcas podem mostrar seu ponto de vista sobre um assunto e escrever as suas próprias mensagens que serão posteriormente distribuídas aos utilizadores em um lugares no Financial Times, acompanhadas por uma imagem.

Quando os utilizadores clicarem nos conteúdos, que serão transportados para uma página dedicada ao “branded content” da marca que irá também incluir vídeos e outros tipos de conteúdos escolhidos pelos anunciantes.

Até agora os anunciantes que queriam inserir seu conteúdo no jornal tinham duas opções, patrocinando um conteúdo editorial em que o jornal determinava o tema e a marca apenas o patrocinava ou um acordo de longo prazo, geralmente de seis meses, patrocinando diariamente artigos e vídeos através de suas plataformas digitais.

“Os posts falam sobre o que o público quer. O nosso modelo não é construído em torno de um grande volume de impressões, mas numa audiência selecionada, premium e muito envolvida, o que faz com que as nossas ações sigam nessa direção “, diz Dominic Good, diretor de vendas de publicidade do FT.

“Vamos ser muito seletivos com nossos anunciantes para garantir uma experiência de qualidade e não confundir os utilizadores quando se trata de conteúdo independente ou não”, afirmou aquele responsável.