Pedro Silva e Francisco Andrade – Sceelix

Pedro Silva e Francisco Andrade da Sceelix

http://www.sceelix.com

 

 

O mercado dos videojogos, valorizado em 84 mil milhões de dólares em 2014, é um dos que se encontra em maior crescimento a nível mundial, e que promete aumentar em 25% nos próximos três anos. Hoje, deparamo-nos com um contexto cada vez mais exigente da parte do produtor e do utilizador: procura-se rapidez e eficiência no desenvolvimento e uma maior diversidade. Esta é uma realidade no mundo ‘mágico’ dos videojogos.

 

Um produtor de videojogos 3D pode ter de investir muito tempo – entre outros recursos – a desenvolver cenários únicos e complexos para trazer algum valor ou realismo acrescido ao jogo. E como tempo é dinheiro, no caso de pequenos estúdios podemos estar a falar de custos que, normalmente, são muito difíceis de suportar.

 

O Sceelix resolve este problema: trata-se de um software que permite criar cenários únicos e complexos, como cidades, terrenos e florestas, de forma mais eficiente e fácil de gerir. Em vez de requerer o desenho manual de elementos individuais, Sceelix apoia-se em sistemas de regras de criação que são executadas pelo computador, de forma automática. Através de um editor visual, estas regras podem ser rapidamente configuradas e parametrizadas para se conseguir cenários diversificados.

 

A equipa Sceelix fez parte do programa ASA da ANJE, foi finalista do concurso da Universidade do Porto «iUP25k» e agora é uma das equipas que integra a edição 2015 do programa inRes, uma iniciativa CMU Portugal. Atualmente, encontram-se em plena cidade de Pittsburgh, na Pensilvânia, neste que é um programa de aceleração para empreendedores cujos projetos estão numa fase inicial. Este programa proporciona, anualmente, a um número restrito de equipas, a oportunidade de terem contacto direto com o mercado norte-americano, durante sete semanas, com o selo da Carnegie Mellon University. Uma oportunidade que a startup Sceelix considera muito relevante, já que esta participação no inRes significa a possibilidade de validar a empresa e a solução junto do seu maior potencial mercado, e ainda pesquisar novas oportunidades e recolher feedback que a ajudará a tomar o rumo certo de desenvolvimento.

 

Os membros da Sceelix escrevem diretamente de Pittsburgh (Pennsylvania): Pedro Brandão Silva, cujo doutoramento em Engenharia Informática originou o método por detrás do Sceelix, e Francisco Rebello de Andrade, mestre engenheiro informático com experiência em gestão.