Gen-Narrators, o grupo influente dos Millennials

Millennials

Afinal quem são, o que pensam e como consomem os Millennials? Estas e muitas outras questões foram levantadas pelo The Economist que, em parceria com a Bloom Worldwide, decidiu estudar a fundo esta geração tão importante de consumidores. Para tal entrevistaram cerca de 90.000 jovens, conseguindo assim uma radiografia da misteriosa mente da geração Millennial em todo o mundo.

Nick Blunden, CEO do The Economist, revelou que o objetivo da pesquisa foi entender melhor os hábitos de consumo de media de uma geração que esta debaixo de grande atenção e que para muitos é uma geração muito complicada de definir, encontrar formas de se lhe dirigir ou seguementá-la.

“Sentimos que a conversa sobre geração Millennial estava a ser liderada por um conjunto de tópicos que realmente parecem não ter qualquer correspondência quando achamos que sabemos que essa geração está a consumir o nosso produto”, explicou. Ou seja, estamos longe de conhecer essa geração. Blunden afirma mesmo que, de acordo com a pesquisa, uma grande parte dos que têm entre 18 e 35 anos são descritos como preguiçosos, narcisistas ou apáticos, o que não corresponde inteiramente à verdade: segundo os dados, tendem a ser ativos, interessados e empreendedores.

O que este estudo fez foi encontrar um sub grupo dentro dos Millennials, no caso os “Gen-Narrators”, que segundo Blunden não são mais do que um grupo de pessoas influentes e que consomem media de forma sofisticada. Mas fazem mais do que consumir conteúdo, também o criam, editam e partilham: “E é isso que os torna pessoas influentes”, diz ele.

Para Blunden  este grupo de “Gen-Narrotors” são “uma geração incrivelmente poderosa e influente” “E se conseguirmos envolver-nos com eles de forma correta, criando conteúdos específicos, sendo certo que serão personalizados, editados e partilhados, então estamos perante uma oportunidade muito interessante.”

Veja aqui o estudo!