Pagar por conteúdos sim, mas não por todo o tipo

Millennilas dispostos a pagar por conteúdo

Os Millennials são a geração do momento e todas a estratégias de marketing não podem, pura e simplesmente, ignorá-los. Um novo estudo indica agora que estes consumidores até estão interessados em comprar conteúdos – muito também se tem falado sobe a capacidade de se vender conteúdos a gerações mais novas -, mas apenas determinados tipos de conteúdo.

Ou seja, se o conteúdo agradar, então há muito por onde explorar. Mas não está na imprensa e nas notícias a atração para os Millennials. No caso dos jornais impressos, apenas 15% dos entrevistados se propõe a investir neste tipo de conteúdo. Melhor, mas longe do ideal, está o interesse por revistas impressas, em que apenas 21% admite comprar. Pelo menos é o que conclui o The American Press Institute.

No total, apenas 40% dos Millennials afirmaram ter  gasto dinheiro para comprar conteúdo jornalístico, ainda que de forma ocasional. Se falarmos de millennials mais velhos, com idade superior a 21 anos, a percentagem aumenta para 45%, o que permite concluir que à medida que o consumidor fica mais velho fica também mais propenso a gastar dinheiro em conteúdos.

De acordo com o relatório do American Press Institute, 87% da geração dos Millennials já pagou por conteúdos, com a televisão (55%) e música (48%) a serem os mais consumidos.

Ainda segundo o estudo, Facebook e motores de busca são as fontes preferidas para procurar informação e conteúdos.