YouTube quer tirar publicidade à TV

Eileen Naughton da Google - YouTube

Já não é segredo para ninguém: a Google está mesmo empenhada em assumir o controlo das receitas da televisão e lançou uma mensagem clara às marcas: se deseja otimizar o custo por alcance, então deve alocar 24% dos orçamentos de publicidade televisiva no YouTube.

Este tão veemente apelo foi feito nos últimos dias por Eileen Naughton, diretora geral de operações da Google no Reino Unido e Irlanda, num evento Brandcast organizado pelo YouTube e realizada em Londres. O evento, que contou com mais de 900 empresas e agências, foi direcionado para vender os benefícios da publicidade no YouTube.

Segundo Naughton, o YouTube analisou mais de mil campanhas de televisão durante o ano passado utilizando a sua ferramenta Google Extra Reach Tool e descobriu que os anunciantes para atingirem o seu público-alvo de forma mais eficiente, têm de adicionar o YouTube aos seus planos de meios.

Além disso, Nauhgton descreveu o YouTube como uma plataforma particularmente eficaz para atrair o importante grupo demográfico dos 16 aos 34 anos, aquele que é muitas vezes mais resistente às marcas.

Além disso, Naughton citou uma pesquisa da Ipsos e Google, que revela que fazer uma campanha na TV e no YouTube foi mais eficaz do que ver o mesmo anúncio várias vezes apenas na televisão.

O Google também analisou centenas de campanhas em todo o mundo e descobriu que 96% dos anúncios medidos causaram um aumento médio de 71% do recall.