Consumidores querem tecnologia inteligente

wearables

Na nova era digital, a inteligência não é uma qualidade única reservada exclusivamente aos seres humanos. Uma virtude também ao alcance dos produtos eletrónicos. E em vez de temer esse tipo de produtos e a sua inteligência, os consumidores cada vez mais os desejam. Esta é a principal conclusão de um estudo realizado na Alemanha pela instituição financeira Creditplus e instituto de pesquisa de mercado Toluna.

10% dos consumidores querem ter um relógio inteligente em breve, ou seja, entre o final deste ano e o início do próximo. Para alem dos relógios, um em cada seis também planeia comprar uma Smart TV ao longo dos próximos três meses.

Em termos de género, os “Gadgets” inteligentes têm maior relevância entre homens do que entre mulheres. Enquanto um em cada cinco homens afirma querer comprar uma TV inteligente, apenas uma em cada dez mulheres irá fazer o mesmo.

Quanto a smartwatches, os homens também são mais receptivos a esses dispositivos do que as mulheres. 13% dos homens vai comprar um relógio inteligente para o Natal. Entre as mulheres o percentual é reduzido para metade.

Mais predispostos a comprar tecnologia inteligente são os jovens entre 22 e 34 anos. 29% tem em mente em breve adquirir uma TV inteligente e 23% vão comprar SmartWatch.