The New Yorker aposta em novos públicos

The New Yorker

A evolução tecnológica, o surgimento de novas ferramentas e dispositivos e as alterações dos hábitos de consumo têm levado à crise e desaparecimento de muitos media, ou pelo menos à conversão digital da maioria. É neste contexto de evolução e transformação constante que se torna cada vez mais difícil manter uma identidade, um reconhecimento, enquanto se adaptam as marcas e os produtos à evolução da sociedade. No entanto, também nos media, há resistentes como é o caso da The New Yorker, que conta já com uma história de 90.

Para David Remnick, editor da revista, o segredo para sobreviver na indústria de hoje está em utilizar a tecnologia, sem deixar, no entanto, que seja a tecnologia a definir o produto.

Em 2001, a editora foi uma das primeiras a apostar no modelo de acesso pago, muito antes de saber-se da sua viabilidade. Ainda que a estratégia não tenha corrido como se esperava no início, com a mudança de estratégia e a possibilidade de se ter acesso a seis artigos grátis por mês, a situação começou a mudar.

Atualmente o site da revista aumentou em 61% a sua base de assinantes e recebe 13 milhões de visitantes únicos mensais, que em grande parte pertencem à geração millennials, o que comprova a capacidade de adaptação da revista e a sua penetração em leitores mais jovens.

E esta é a estratégia. A The New Yorker procura ganhar leitores mais jovens através de sua estratégia digital baseando-se num modelo misto. “Acreditamos que o modelo anterior não estava a mostrar aos leitores potenciais a variedade de histórias e temas que a revista tem.”

Com o objetivo de atingir um público mais amplo e dando sequência à estratégia definida, a The New Yorker lançou uma campanha publicitária que deixa de lado o estereótipo que a tem acompanhado, ou seja, deixa de lado a imagem da revista elitista e mostra pessoas na praia e no metro a ler a The New Yorker acompanhados pelo slogan “Where the things get interesting” (onde as coisas começam a ficar interessantes).

Veja aqui a campanha:

[jwplayer mediaid=”12050″]