“Phablets” ganharam terreno em 2015

Interesse pelos "Phablets" está a crescer

Os “phablets” continuam a ganhar terreno rapidamente. Pelo é isto que demonstra o mais recente relatório publicado pela Flurry, uma plataforma de análise que recolhe os dados de ativação de dispositivos, incluindo já os dados da semana anterior ao Natal.

Estes tipos de dispositivos, a meio caminho entre telefone e tablet, representaram 27% de todas as novas ativações de dispositivos móveis, naquele período de tempo, o que representa o dobro da taxa registada no ano anterior. A contribuir para estes números estão as vendas do iPhone 6S Plus, terminal que representa 12% de todos os aparelhos vendidos pela Apple durante estes dias especiais.

De acordo com a Flurry, a Apple liderou a ativação de dispositivos, com 49,1% (perdeu 2,2% em relação 2014), seguido de longe pela Samsung, que detém 19,8%. Atrás seguem Nokia, com 2%, LG (1,7%) e Xiaomi (1,5%).

O relatório da Flurry aponta para “a morte dos pequenos telefones”, observando que pela primeira vez os consumidores optaram mais por estes “phablets” do que por terminais menores. Salienta ainda que os telefones com ecrãs de 3,5 polegadas ou mais pequenos, como os oferecidos pela BlackBerry, estão praticamente extintos.

 

Em 2015 os “phablets” foram responsáveis ​​por mais da metade de todos os dispositivos Android, graças à popularidade do Samsung Galaxy Note e outros de características semelhantes, devido à sua grande popularidade no mercado asiático. Quem beneficiou foi a Samsung, que viu a sua quota de mercado aumentar em 2,1%, passando para 19,8%.