Aniversário TSF: 28 anos da Rádio que mudou a Rádio

Aniversário da TSF

 

No dia em que assinalou o 28º aniversário a TSF prestou homenagem ao fundador da rádio: Emídio Rangel. A conferência, sobre jornalismo, decorreu na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa, cabendo a Marcelo Rebelo de Sousa, que durante vários anos levou aos portugueses o seu “Exame”, fez o discurso de abertura.

 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República eleito, lembrou os tempos em que Emídio Rangel, fundador da rádio, o convidou para fazer o “Exame”, na TSF. Marcelo Rebelo de Sousa foi mesmo surpreendido com uma gravação com 21 anos do programa Exame, no qual comentou, com moderação de Carlos Andrade. “Tenho muitas saudades desses tempos. A rádio foi para mim, de todos os meios de comunicação social, o mais atraente, o mais entusiasmante. É o mais flexível, é o que melhor se adapta às circunstâncias. A rádio conseguiu o milagre de aparecer e tem sobrevivido”, afirmou o presidente eleito, citado pelo DN. No seu discurso, Marcelo Rebelo de Sousa disse ser “uma apaixonado” pela comunicação social, reconhecendo que “a componente económica está a condicionar” o setor. “É preciso heroísmo para continuar o percurso na comunicação social hoje”.

 

A tarde ficou marcada por dois painéis de discussão. O primeiro painel, Pluralismo e Democracia, moderado por Paulo Baldaia, contou com a participação de Daniel Proença de Carvalho, chairman do Global Media Group, o comentador José Pacheco Pereira e Carlos Magno, presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. No segundo painel, moderado por David Dinis (que assumiu a direção da TSF), José Carlos Lourenço, COO da Global Media Group, Luís Mergulhão, CEO da OMD e Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal discutiram a importância da valorização das marcas de media e sua a viabilização económica e financeira. “Se queremos ter futuro no jornalismo, o tema de como criar valor económico é absolutamente essencial”, afirmou José Carlos Lourenço.

 

Coube a João Soares, ministro da Cultura com a tutela da comunicação social, encerrar a conferência. “O Emídio Rangel era um grande homem da liberdade. Fez uma revolução pacífica. Tenho pena que ele já cá não esteja para ajudar a fazer uma revolução que o nosso país tanto precisa”

 

O dia terminou com uma animada festa na Discoteca Rádio Hotel, com a magnífica presença do Grupo Vozes da Rádio.

 

Veja aqui o vídeo da festa que encerrou a comemoração dos 28 anos da TSF.