Ela vai mandar na criatividade do grupo Young & Rubicam

A Young & Rubicam Group está a operar mudanças na sua estrutura de gestão e criativa, com o grupo a integrar a agência ExcentricGrey e Judite Mota, até aqui diretora criativa da agência de publicidade Y&R, a assumir uma dupla função: é a nova Chief Creative Officer (COO) do grupo e diretora-geral da Y&R.

A direção-geral da agência de publicidade da Compal estava até aqui com Mário Miguel, que passou a liderar a Lab Store, o braço de shopper marketing do grupo de agências do universo WPP.

Judite Mota explica as mudanças com a criação do cargo de COO do grupo de agências. “Vai-se traduzir no alargamento das minhas funções de diretora criativa a todas as empresas do grupo Y&R que incluem a Wunderman, a ExcentricGrey, a DNA e a Y&R e estas empresas vão trabalhar todas elas de forma mais colaborativa. Daí a necessidade de ter um diretor criativo que lidere os outros diretores criativos”, explica a nova Chief Creative Officer em entrevista ao Dinheiro Vivo.

Intermarché, Compal, Fromageries Bel (Terra Nostra e Limiano), BMW ou ModaLisboa são algumas das contas trabalhadas pelo grupo.

As direções criativas das agências do Y&R Group não sofrem alterações. Luís Coelho mantém-se à frente da Wunderman (marketing relacional), Pedro Ferreira na direção criativa da Y&R (publicidade), Helder Pombinho na DNA (design) e João Rosa na liderança da ExcentricGrey. Este último passa a acumular a direção criativa com a direção-geral, movimento que decorre da integração da agência, que resulta da fusão em 2913 da Excentric com a Grey, no Y&R Group.

Y&R Group integra ExcentricGrey

“A ExcentricGrey, que era uma empresa autónoma, passou a integrar a partir de fevereiro do ponto de vista do top management o Y&R Group. Mas mantém-se uma empresa independente ao nível da sua estrutura: tem um diretor criativo que acumula com direção-geral, o João Rosa, e tem a sua estrutura de accounts, de criativos”, adianta João Carlos Oliveira, CEO do Y&R Group. Miguel Figueiredo até aqui CEO da agência mantém-se no grupo.

Ainda ao nível criativo Pedro Magalhães e Rui Soares transitam da ExcentricGrey para a Y&R. Os dois diretores criativos mantêm-se à frente da criatividade do Intermarché. “Foi um reforço porque é necessário. É o nosso maior cliente. É uma conta trabalhada de forma integrada. É um trabalho a tempo inteiro trabalhar a conta do Intermarché, faz sentido ter uma direção criativa autónoma. Colaborarão em projetos de outros clientes em forma de dupla criativa”, explica Judite Mota.

“Na direção-geral da Y&R vou tentar que as pessoas entendam que a única coisa que uma agência de comunicação produz na verdade são ideias, pensamento estratégico, ideias criativas. É o nosso produto. Todos os elementos devem partilhar desse espírito criativo e devem perceber que vendem criatividade. Ter-me a mim que venho do lado criativo a liderar esta equipa é uma mais-valia para levar esta missão a bom porto. Não existe antagonismo absolutamente nenhum entre o lado de negócio e criativo, não faz sentido que haja separações”, considera.