O vídeo chegou para vencer a luta pela atenção dos consumidores e as marcas têm de entrar neste filme

De acordo com o estudo IAB’s Ad Spend, o investimento em vídeos promocionais, nos últimos dois anos, cresceu 85%. A tendência é a de que este investimento aumente, principalmente porque a massificação dos smartphones, também teve impacto neste crescimento.

Mas, qual é afinal o segredo da eficácia deste tipo de publicidade? Será que o comportamento dos consumidores é o mesmo, em qualquer que seja a plataforma? Ou dependendo de qual seja o seu nível de aceitação difere?

Pois bem, em contexto publicitário os vídeos alojados em sites de marcas de informação são três vezes mais credíveis dos que os vídeos que circulam nas redes sociais.

Quanto menos os consumidores têm o controlo sobre o que estão a ver, mais consideram a publicidade invasiva. Cabe agora a esses mesmos meios criar conteúdo pertinente, que cative o público com técnicas de storytelling inovadoras, com o recurso a métodos imersivos de comunicação, nomeadamente o vídeo 360º, mantendo ao mesmo tempo uma linha editorial que seja familiar para a audiência. Às marcas, cabe procurar modelos de publicidade que sejam compatíveis com esses mesmos conteúdos, criando sinergias e, acima de tudo, aproveitando a exposição junto de um público mais receptivo.