O que dá energia às cidades

Um projeto digital do T-Brand Studio, o estúdio digital do The New York Times, mostra a evolução das cidades nas últimas décadas, num formato apelativo em que números e gráficos habitam de forma harmoniosa com vídeos e imagens que espelham bem o quanto as cidades (e as populações urbanas) cresceram.

O projeto, apelidado “Cities Energized”, tem o apoio da Shell, pelo que não é de estranhar que o foco deste trabalho seja a energia que leva as cidades a prosperar e há muito que falar sobre esse assunto.

A marca consegue assim associar-se a uma questão que não só está em debate neste momento, como será falada em décadas por vir.

A sua imagem ganha ao associar-se a temas como ecologia e eficiência energética, ao mesmo tempo que de forma subtil refere que já é uma força energética responsável pela evolução que se vê retratada neste website.

O tópico das megacidades, que se esperam vir a albergar cerca de 70% da população mundial na década de 2050, é um dos mais importantes a discutir, enquanto ainda temos algum tempo até lá chegar. Isto porque essas megacidades serão também responsáveis pelo consumo de mais de 80% de toda a energia produzida a nível mundial. Infraestruturas, sistemas de gestão inteligente e uma visão pedagógica que desmistifique tanto o consumo eficiente como a microgeração são questões que devemos ter em mente, e este trabalho digital é um bom ponto de partida, tanto para os cidadãos, como para as empresas envolvidas no processo energético. Que de uma forma ou outra, somos todos nós.