Pequenos-Almoços no Diário de Notícias – Initiative, Universal Mccann, Starcom e Zenith-Optimedia

Os “Pequenos-Almoços no Diário de Notícias”, uma iniciativa inovadora levada a cabo pela Global Media Group, tinham como objetivo estreitar os laços entre os profissionais das mais notórias agências de meios e aquela que é a marca de comunicação em maior ascensão no mercado nacional.
Entre cumplicidades cimentadas por várias décadas de trabalho em conjunto, e várias relações profissionais que nasceram neste ambiente informal, os convidados do Diário de Notícias foram presenteados com uma visita à redação do título noticioso de referência em Portugal, com mais de 150 anos de história e consistência como credenciais de peso para suportar esse destaque.

Mais do que um encontro de negócios, estes pequenos-almoços foram uma oportunidade preciosa para criar sinergias entre o Diário de Notícias e estes importantes intervenientes do universo dos media e da comunicação.

Paulo Baldaia recebeu os convidados na redação do jornal, recentemente instalada na nova sede da Global Media Group, nas Torres de Lisboa.

Os convidados partilharam a sua perspectiva profissional e pessoal sobre o Diário de Notícias, e a sua evolução no campo digital. Conheça os testemunhos dos responsáveis pela Initiative, Universal Mccann, Starcom e Zenith-Optimedia.

 

27241721_BINARY_GI24022017NUNOPINTOFERNANDES000000053_resize Initiative_resize

Francisco Teixeira
Managing Director

O que representa para si a marca Diário de Notícias?
Acima de tudo representa uma história muito sólida e coerente. Uma marca que sempre se pautou pela credibilidade e sempre foi reconhecida como um marco no Jornalismo em Portugal.

Considera que o site do Diário de Notícias é um bom meio para se manter informado?
Sim. Todos os dias visito o site do DN. Não só pela necessidade de informação, de um ponto de vista básico, mas acima de tudo, porque muitas vezes acabam por fazer um drill down muito interessante nas notícias, acrescentando informação muito relevante. Este tipo de trabalho não se encontra em todo o tipo de plataformas.

O Diário de Notícias atingiu a liderança no ranking dos sites de referência. Na sua opinião a que se deve este destaque?
Este é o resultado de um trabalho a médio prazo. Foram vários anos que acabaram por materializar uma estratégia de coerência, do ponto de vista editorial, do design do próprio site e também da relevância dos conteúdos. Penso que foi um percurso normal, granjeado naturalmente durante os últimos anos, e não o resultado de uma notícia, ou a cobertura de um acontecimento recente.

 

Universal-mcannUniversal_McCann_logo.svg[1]

 

Pedro Baptista
Managing Director

O que representa para si a marca Diário de Notícias?
Acima de tudo, por ser uma marca histórica, acho que foi uma das que ganhou mais espaço no mercado em termos de inovação. Quando se tem tanta representatividade no país, quando se é tão reconhecido, pode cair-se na tentação de começar a andar para trás. Mas a meu ver, o DN acompanhou o progresso e evoluiu. Prova disso são hoje as componentes digitais.

Considera que o site do Diário de Notícias é um bom meio para se manter informado?
Perfeitamente. Tive agora um pouco mais de contacto, mas o que eu tenho percebido é que a vertente
responsive é absolutamente intrínseca, às necessidades que as pessoas têm hoje, e à avaliação dos formatos digitais.
A componente imagética, em que a fluidez é fundamental, também é ótima. Além de tudo isso, há o conteúdo que sempre foi bom. Não se alterando a qualidade do conteúdo,  a marca tem tudo para se manter como uma referência de valor.
O Diário de Notícias atingiu a liderança no ranking dos sites de referência. Na sua opinião a que se deve este destaque?
Eu acho que tudo isto se faz de uma forma construtiva. Existem uma série de outros formatos, de outros parceiros e concorrentes que entraram, se calhar até há mais tempo, no mercado. Há muitas marcas agora cujo focus está apenas na área digital. Estas marcas acabam por retirar algum poder, sendo que há um marketing feito só para este mercado. Hoje os netscopes e os painéis que medem estas componentes digitais são, basicamente, o espelho daquilo que se tem construído em termos de audiência. Acho que o DN tem evoluído, tem trabalhado ,o seu conteúdo de uma forma apelativa para quem quer receber a notícia ao minuto e não no dia seguinte. Portanto, para estar na linha da frente, no que diz respeito à comunicação e à divulgação das notícias, as novas plataformas têm de oferecer conteúdo mais apelativo e diferenciado. Facilmente se encontram as mesmas notícias em vários canais, mas, o que faz verdadeiramente uma boa notícia é a interpretação que os jornalistas fazem dos factos e que é única. A qualidade do conteúdo é fundamental e nisso o DN é bom há muitos anos.

 

maria_carvalho_starcomlogo_starcom

Maria Carvalho
General Manager

O que representa para si a marca Diário de Notícias?
É uma marca histórica e de referência. É um jornal de que eu me lembro, desde sempre, e em que acredito. É uma marca com muita força em Portugal, que mudou sempre para melhor.

Considera que o site do Diário de Notícias é um bom meio para se manter informada?
O site DN é uma boa fonte de informação, claramente está muito mais atual, é user-friendly ,ou seja, é fácil de navegar e de ir diretamente às notícias em que temos mais interesse. É um site que está sempre atualizado e, por isso, bom para consulta. Distingue-se de alguns sites em que as notícias, apesar de mudarem de sítio, são sempre as mesmas. Representa uma boa experiência para o seu utilizador e consumidor de informação.

O Diário de Notícias atingiu a liderança no ranking dos sites de referência. Na sua opinião a que se deve este destaque?
Na minha opinião esse destaque deve-se ao trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos anos, perante os olhos do consumidor. Estes são dados auditados que representam aquilo que o consumidor sente em relação à mudança que o jornal e o site estão a desenvolver. Considero excelente o trabalho que tem sido desenvolvido, ao longo dos anos. Toda a gente diz no mercado que a imprensa está a  morrer, e o DN não está de braços cruzados à espera de ver o dia em que isso chegue. Está a reinventar-se, a procurar outras soluções, como o storyteller, a fazer realmente todo o tipo de conteúdos para conseguir dar a volta à situação e isso também é visível aos olhos do consumidor. Muitas vezes o nosso trabalho não é visível. Fazemos um planeamento e delineamos uma estratégia que é o que o consumidor vê. O consumidor vê o anúncio na rua, vê o jornal na rua ou um site, mas não tem ideia do trabalho que dá. Mas se ele vai e volta, se visita cada vez mais, é sinal de que está a ser feito um bom trabalho e de que ele está a perceber isso.

 

ana_azevedo_zenith logo_zenith

Ana Azevedo
Chief Media Officer

O que representa para si a marca Diário de Notícias?
O DN é um jornal de referência. Estava precisamente a contar que guardei o jornal do dia em que o meu primeiro filho nasceu. Já trabalho nesta área há muitos anos, e o DN é sempre um título que está no nosso top of mind.

Considera que o site do Diário de Notícias é um bom meio para se manter informada?
Ainda não criei esse hábito. Na apresentação de hoje impressionaram-me o layout, as imagens, as notícias e tudo isto me criou algum interesse. Agora vou ter de experimentar, ver se gosto e se crio o hábito de o consultar.

O Diário de Notícias atingiu a liderança no ranking dos sites de referência. Na sua opinião a que se deve este destaque?
A meu ver esta distinção deve-se ao impacto das fotografias, das headlines e de todo um conjunto de outras coisas. De facto depois desta apresentação, sinto algum interesse em ir espreitar o site e ler.