De pobre a milionário, vão apenas alguns colchões de ar de distância (e marketing skills também ajudam)

Numa entrevista à ADWEEK, o CEO da Airbnb, Brian Chesky fala das ferramentas do presente, que potenciam o futuro, deste modelo de negócios revolucionário.

Em oito anos, Brian Chesky transformou as estadias de curto prazo num negócio de vários biliões de dólares. Tudo começou em São Francisco, onde o Airbnb ofereceu aos seus visitantes uma alternativa aos típicos colchões insufláveis: camas confortáveis a um preço razoável. Em menos de nada, a poderosa e altamente regulamentada indústria hoteleira foi ultrapassada, na medida em quem milhões de pessoas passaram a poder abrir as portas de suas casas a desconhecidos.

O Airbnb foi fundado em 2008 e é hoje uma das empresas privadas mais valiosas do mundo.

Sob a liderança de Chesky, eleito executivo digital do ano pela Adweek, o Airbnb teve um crescimento muito rápido. No ano passado a empresa tornou-se rentável, tendo valorizado em cerca de 31 biliões de dólares.

Além de bons anfitriões, o que fez deste negócio um sucesso tão grande? Bons produtos digitais e editoriais e uma boa estratégia de marketing. Atrair viajantes aos centros das cidades, vivendo as suas experiências como se fossem locais.

O Airbnb tem sido uma marca pioneira na utilização das novas ferramentas de social media, como os vídeos 360º em direto, anúncios no carrossel de vídeo no Instagram e perfis personalizados no Twitter.

A sua notoriedade também se instalou com medidas como disponibilizar promoções em alojamentos pouco convencionais, como casas na árvore, alojamento subaquático, estadias no deserto, recriação de quartos de personagens históricas e de espaços temáticos.

Em fevereiro de 2017, o Airbnb impressionou com o seu anúncio para o Super Bowl, como resposta à lei de imigração de Donald Trump.

Mas afinal qual é o próximo passo a dar pelo Airbnb? Os tweets de Chesky dão algumas dicas. No último dia de Natal, através do Twitter, Chesky auscultava a opinião dos seus seguidores sobre o acréscimo de alguns serviços, como por exemplo incluir refeições no alojamento, marcação de voos ou rent-a-car, assegurando inclusivamente que alguns já estavam em desenvolvimento.

Em relação ao ano passado, Chesky aponta o Airbnb Trips como o projeto do qual mais se orgulha. A primeira aplicação da empresa inclui sugestões de itinerários, restaurantes e guias de cidade, consoante o local onde está alojado.

“Com o lançamento do Trips, quisemos que todas as viagens fossem mágicas novamente, colocando as pessoas no coração de cada viagem”, disse Chesky Adweek