Como o marketing de performance revolucionou o mundo da publicidade

Hoje em dia, as empresas já conseguem medir o sucesso de um simples anúncio, desde a recordação da marca à taxa de conversão. Isto tornou-se possível graças ao marketing de performance, que permite conhecer o custo real de cada aquisição de espaço publicitário. Segundo um artigo da Outbrain.com, com esta ferramenta as empresas mudaram completamente a maneira de fazer publicidade e vender produtos.

O que é o marketing de performance?

O marketing de performance surgiu da necessidade de reduzir o custo por aquisição e aumentar o ROI. Enquanto as grandes corporações se dão ao luxo de gastar milhões de euros em branding, a maior parte das empresas precisa de se focar nas vendas para se manter lucrativa. Assim, em vez de pagar por impressões ou cliques, os anunciantes podem fazê-lo apenas quando uma ação específica é concluída – seja uma venda, um clique ou um lead. O poder da publicidade é então devolvido ao anunciante, possibilitando-lhes optimizar campanhas de acordo com os seus resultados.

Principais vantagens

  1. Facilidade em analisar resultados
  2. Risco reduzido
  3. Focada no ROI

Uma ferramenta única

Nas mais tradicionais formas de publicidade, o anunciante paga uma avença por um anúncio, sejam quais forem os seus resultados. Isso pode significar um investimento de milhares de euros sem nunca ter uma única conversão. Com o marketing de performance, os anunciantes apenas pagam por resultados confirmados.

Um fenómeno atual

O marketing de performance evoluiu ao longo dos anos, graças às novas tecnologias e a mudança do comportamento dos consumidores. Hoje em dia, num mundo em que o marketing digital é rei, a chave da publicidade é “atingir a pessoa certa, na altura certa”. Foi assim que o marketing de performance ganhou mais peso na maneira de anunciar, pois permite saber onde estão as vendas e os clientes de cada marca.