Num dia um vencedor em Cannes, no outro retirado do ar e proibido. Um anúncio que foi longe demais?

 

Há dois anos, a agência Grey London foi distinguida no festival dedicado à publicidade, Cannes Lions, com o primeiro prémio (“Grand Prix”) na categoria de Design, Promoção e Ativação, pelo seu anúncio ao novo spray “Life Paint”. Segundo um artigo do site Campaing Live, o vídeo foi transmitido durante dois anos, até que a autoridade reguladora de publicidade no Reino Unido recebeu uma queixa, desencadeando uma investigação que culminou com o anúncio a ser retirado do ar.

O “Life Paint” é um spray criado pela Volvo, que tem um efeito fluorescente durante a noite, na roupa, bicicleta e capacete dos ciclistas. Criado para melhorar a segurança dos ciclistas em estradas urbanas, em especial à noite, a tinta torna-os mais visíveis aos olhos dos condutores de automóveis, autocarros e outros. Durante o dia, a tinta é invisível.

A Grey recolheu depoimentos de ciclistas em Londres e compôs o anúncio intervalando entre as suas experiências e imagens do trânsito daquela cidade europeia. O “Life Paint” é apresentado como uma solução para reduzir os acidentes na estrada com ciclistas, cujos números são alarmantes. No vídeo, ciclista e bicicleta brilham com a mesma intensidade como uma mancha fluorescente uniforme na estrada.

Contudo, surgiu entretanto uma queixa de um utilizador, afirmando que, ao contrário do que o vídeo transmite, o “Life Paint” não tem a mesma eficácia nas bicicletas que na roupa. Apesar de o site do produto incluir um aviso que refere que a tinta não tem tanto efeito em metal, a autoridade reguladora de publicidade no Reino Unido concluiu que o vídeo não passa essa mensagem, acabando por enganar os potenciais clientes. Assim, ordenou o fim da exibição do anúncio.

Após ter conhecimento da decisão da autoridade reguladora de publicidade, a agência criativa afirmou compreender o seu parecer e pediu desculpa pela situação.