Virar o mundo dos millennials de pernas para o ar, a começar no mercado imobiliário

 A maioria dos Millennials (geração nascida entre os anos 80 e 90) afirma que preferia comprar uma casa em vez de arrendar, mas os desafios que enfrentam hoje em dia são diferentes dos das gerações anteriores.

De acordo com um artigo da Forbes, há um CEO empenhado em mudar este cenário e revolucionar o mercado imobiliário, motivando os jovens adultos a vencer os receios de comprar uma casa.

Apesar de os indicadores económicos demonstrarem que estamos a entrar numa fase positiva, há um grande número de Millennials a regressar a casa e viver com os pais, ou a arrendar apartamentos com amigos. Esta tendência deve-se à dificuldade de encontrar um emprego estável e ganhar um salário que garanta a sua independência.

Segundo um estudo recente, 32 por cento dos jovens adultos nascidos nos anos 80 e 90 tomaram a decisão de voltar a viver com os pais em 2016. Em 2014, 60.6 milhões de norte-americanos, cerca de 19 por cento da população, vivia em apartamentos com várias gerações. Este número supera o de 2012, em que se totalizavam 57 milhões, e o de 2009, em que este valor se situava em 51.5 milhões. O mesmo estudo revelou ainda que os Millennials são mais avessos à mudança que as quatro gerações anteriores eram, com a mesma idade.

À medida que a economia melhora, seria de esperar se tornasse mais fácil conseguir empregos estáveis e comprar casas, mas afinal, no ano passado apenas seis por cento dos Millennials que mudaram de casa conseguiram comprar um imóvel.

A pensar nos desafios desta geração, uma start-up criou uma infraestrutura que usa inteligência artificial e automatismos para adequar mais eficientemente a oferta imobiliária aos Millennials.

Fundada em 2002, a Network Capital Funding oferece taxas fixas e ajustáveis, mega hipotecas e vários tipos de empréstimos. Apoiando proprietários e interessados em comprar casa nos Estados Unidos, a empresa fez parcerias com a Oracle, Microsoft e Cisco para criar uma plataforma mais intuitiva e mostrar aos Millennials que comprar casa não é assim tão difícil ou arriscado. Tri Nguyen, CEO da companhia, acredita que será capaz de mudar uma tendência e assim o novo curso que a nossa sociedade e cultura tem estado a tomar. Para este CEO, o problema das imobiliárias é que ainda não perceberam que, para levar os jovens adultos de hoje em dia a comprar casa, precisam de se adaptar aos novos tempos.