A mudança radical no paradigma do marketing para pais e filhos

Os pais da geração baby-boom (hoje em dia com 50/60 anos) admitem que abdicaram de alguns interesses pessoais e até de sonhos em prole dos filhos. Viagens, idas ao cinema ou ao teatro a dois ficaram adiadas. Mas, segundo um artigo da Ad Week, a geração dos Millennials não quer seguir o exemplo dos pais, nem mudar o seu modo de vida após o nascimento dos filhos.

Os pais da época do “baby-boom” são designados como “pais helicóptero”, ou seja, giram em torno dos seus filhos. Os Millennials querem ser diferentes: em vez de abandonar os seus passatempos preferidos, em favor de atividades para crianças, procuram conjugar interesses, promovendo momentos em família que agradem a todos. Assim, os marketeers devem repensar as suas estratégias para famílias e lembrar-se desta mudança de paradigma, que representa uma grande viragem no marketing para pais e filhos.