Para serem bem sucedidos, os bancos devem tornar-se biónicos

Future of currency trading with businessman

O The Financial Brand publicou um artigo sobre o futuro biónico da banca. Para o presidente e editor desta publicação digital “os bancos devem aumentar os níveis de serviço, o lucro e a competitividade através da fusão eficiente e efetiva das tecnologias digitais com interações humanas personalizadas”.

Os bancos de retalho e as empresas de crédito deparam-se com grandes dificuldades tecnológicas. Para as superar, o Boston Consulting Group (BCG) diz que as instituições financeiras devem abraçar uma estratégia “biónica”.

Através de um relatório de 24 páginas – Global Retail Banking 2017: Accelerating Bionic Transformation – o BCG delineou um conjunto de passos que as instituições financeiras de retalho devem adotar. Referem que uma transformação biónica consiste essencialmente em três elementos inter-relacionados. Primeiro é a mistura de interações digitais e pessoais para criar um modelo de distribuição com maior resposta e mais económico. Segundo é relacionar o comportamento humano com o estudo de dados. E a terceira é a adoção de uma mentalidade que englobe processos de ponta a ponta que são suportados pela robótica e aprendizagem por máquinas.

Ao acelerar a transformação biónica, prevê-se que os bancos de retalho possam gerar 30% de aumento do lucro líquido até 2020.