Mark Ritson: “O digital e a TV estão num encontro amoroso”

(C) Marketing Week

Contrariamente ao que era esperado a televisão continua a ter grande projecção, e segundo um artigo da Marketing Week a previsão da morte, o declínio e os tempos finais apocalípticos gerais para a TV estão completamente errados. Quem o e diz é Mark Ritson, um famoso consultor de marketing e professor na Melbourne Business School.

No seu artigo, este especialista sublinha que embora a visualização digital tenha crescido notoriamente (e que vai continuar a crescer), a televisão ainda dá sinais positivos e continua em alta.

Há 10 anos o espectador esta exposto a uma média de 40 anúncios por dia. Hoje, esse número é 43.

Os últimos dados do BARB / Thinkbox para o primeiro semestre de 2017 não mostram este meio em declínio. O alcance da TV continua a aumentar em torno dos 90%. Ao longo dos últimos 10 anos, a quantidade média de visualização diária de televisão permaneceu incrivelmente constante em cerca de três horas e meia.

Por isso Mark Ritson admite que o crescimento do digital estará provavelmente associado a um “encontro amoroso” com a TV, em que algum tipo de sinergia terá de ser encontrado. Leia aqui o artigo na íntegra, para saber quais as projecções deste especialista.