Há futuro para as compras online abandonadas

Há anos que os consumidores que desistem da compra na fase do “carrinho de compras” dão dores de cabeça a marketeers por todo o mundo. Segundo o site Marketing Tech News, houve um tempo em que oferecer um desconto dias depois da compra ter sido abandonada era a solução para concluir vendas, mas como os consumidores se habituaram a essa estratégia, as marcas tiveram de deixar de a usar como solução.

Segundo a MailChimp, 67% das compras online são abandonadas – mas olhar apenas para esta métrica pode ser perigoso. É preciso ter em conta outras variáveis, como o tempo ou épocas como o Natal, por exemplo. As marcas esperam bons resultados na época natalícia e retração após a mesma, recuperando depois com os saldos, o dia dos namorados, etc. Por isso, uma análise de resultados deve sempre ter em conta a altura do ano.

Mas mais importante que isso, os marketeers devem questionar-se sobre o “porquê” da desistência da compra. Assumir que a decisão foi baseada no preço pode ser um erro: será que o valor dos portes de envio não é muito elevado? Por outro lado, a página do carrinho de compras pode ser confusa ou insegura.

Uma das soluções para esta problemática é a realização de inquéritos junto dos clientes, para perceber o que leva à desistência. Um estudo mais pormenorizado da usabilidade do site também é importante, antes de apostar na obsoleta estratégia dos descontos.